quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

(...)

Onde estás tu alma invencível 
Onde estás tu vontade de agarrar as pedras da calçada 
Qual vontade de viver indomável 
Qual sentido de perseverança 

Com toda esta vontade de ser e não ser 
De querer seguir com escudo ao peito e espada em punho 
Esta armadura falsa que carrego 
Foi tão leve no início e tão pesada agora 

Crias ansiedade nos dias que correm 
Quando no passado eras evitada, como falso presságio de futuro 
Esses tentáculos que agarravam tudo 
Com apenas um objectivo, 
A realidade que não tardava em chegar

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

AC

Sim tu! Filha de mãe e de pai! Apadrinhada de bruxa. Passados meses persegues aqueles que te querem no fundo do esquecimento. Apareces em sonhos e dás o ar da tua graça, a luz, a alegria, a angústia, a confusão. E agora? queres o quê? Que me ponha de joelhos e chore pela merda que fiz? Sim, mil desculpas posso dizer e nada te vão valer. Que te deu para seguires um descompensado, lunático, aluado do mundo. Era isso que te fascinava ou o pouco de humano que ele tinha? Tu que eras o sol para as minhas mais profundas trevas, tu que eras o nascer do meu sorriso, tu que eras o por do sol da minha calma. O que te faltava para satisfazer a imaturidade que há em mim?

sábado, 4 de março de 2017

Refúgio

São erros constantes na vida que nos remetem a um pensamento inútil de não vivência. São os mesmo erros que nos fazem crescer e regredir. São erros que nos fazem pensar e chegar às conclusões mais certas. São erros os que nos levam a pensamentos erráticos e sem sentido. É por vezes a distância que nos faz viver a falta de alguém a qual não queremos largar por nada. A distância que nos atrai, aumenta a fome do querer, a saudade de viver. Viver junto de quem um dia queremos tão perto, como uma simbiose perfeita entre dois corpos que se tornam um só; no outro dia não conseguimos ver ninguém à frente e tudo nos parece errado. Não é fácil lidar com o sentimento de amar, e enganem-se aqueles que julgam o amar igual a cliché. Um dia és a mais bela cerejeira em flor, no outro és a raiz mais negra e profunda que existe em mim. No entanto não deixas de cá estar e a beber da mesma fonte que eu. A fonte que se chama Loucura. A loucura de querer sempre mais e melhor mesmo cometendo os mesmos erros com base em crenças que não existem.

domingo, 30 de novembro de 2014

(...)

Hoje Aprendi. Aprendi de uma forma calma e com sentimento de paz. Energia tal que envolveu uma sala repleta de turbilhões de sentimentos. Confirmei que o amor ainda é vivido de uma forma natural, fiel, íntima e apaixonante. Que até na falta de um ente próximo o amor supera a saudade e o sentimento de perda. O papel de pai tem um marco tão condutor para o sentido da vida, como os regatos e rios têm com a água. Marcos simples, fluídos, com obstáculos à mistura mas sempre com um propósito. Final esse que pode ser de união ou discórdia. Contudo os mais altos valores morais e éticos levam sempre a uma união de amor vivido em fratria. A humildade, receptividade, honestidade, abertura e solidariedade são agora palavras de ordem para com o próximo. Partiu da sua bondade ensinar os outros, esses recolheram e partilham agora num ciclo harmonioso sem fim. O mundo mudou à 95 anos e hoje volta a mudar outra vez.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

(...)

Por entre linhas indefinidas de pássaros na primavera, melodias bizarras de tão boas que são, soam nos meus ouvidos como o leve toque da seda que és. Acordes longos de pianos distorcidos, orquestra de cordas cheia de força e garra, os pratos batem de vez em quanto, os sopros entram como se uma história de fadas e princesas se trata-se. Tapete vermelho com pétalas vermelhas a cair do céu. O sol realça o dourado abundante entre vigas infinitas envoltas num espiral de rosas brancas a tocar o azul. Para que a melodia não seja sempre a mesma o cenário muda e mais tarde será recordado.O pano cai é reparado e volta a ser reutilizado para que os pássaros voltem a voar.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

domingo, 3 de novembro de 2013

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

domingo, 29 de setembro de 2013